8 alimentos tóxicos para cachorros

Você sabia que existem alimentos que podem fazer mal para nossos cães? Conheça 8 alimentos tóxicos para cachorros que você deve manter longe deles!

8 alimentos tóxicos para cachorros

Nós que temos cachorro sabemos que grande parte do que ele come colabora para sua boa saúde.

Por mais que tentemos oferecer somente o que é adequado para eles, é possível que em algum momento ele se depare com alimentos que podem ser tóxicos. Ou, ainda, que nós mesmos, por ingnorância, sejamos responsáveis por isso.

Para que você possa oferecer ao seu cão somente o que é seguro para eles, fizemos uma lista com 8 alimentos tóxicos para cachorros. Acompanhe!

Uva e uva-passa

Essas frutas são deliciosas, mas devem ser mantidas longe dos nossos animais de estimação. Dentre os malefícios da uva e da uva-passa, podemos citar o risco de insuficiência renal súbita.

Não só cães, mas também gatos e furões podem sofrer desta condição ao se alimentarem com essas frutas. Algumas pessoas podem dizer que seus cães comeram uva e não apresentaram problemas.

Leia também:

O que acontece é que alguns animais podem ser mais sensíveis que outros. E, como não há meio de saber qual deles vai passar mal ao comer as frutas, é melhor evitar correr risco.

Apesar de não existir comprovação científica que aponte que parte da uva é tóxica, essa é uma questão que toda comunidade veterinária concorda: uva faz mal para cachorro e outros animais de estimação.

Cafeína

Alimentos tóxicos para cachorros
O cachorros são muito sensíveis à cafeína. Imagem: Pixabay.

Embora seja raro um animal beber um “gole de café”, existem outras fontes de cafeína mais acessíveis a eles.

Sabemos que a cafeína é mais comumente encontrada no café, em chás, refrigerantes, bebidas energéticas etc.

Por que devemos ter cuidado para que nossos cães não tenham contato com esses alimentos? É que eles são mais sensíveis aos efeitos da cafeína do que nós humanos.

Chocolate

O chocolate é mais um na lista de alimentos tóxicos para cachorros. No que diz respeito à sua toxicidade, é imperativo lembrar que quanto mais cacau ele tem, mais perigoso é para o cão.

O chocolate, especialmente o mais escuro, contém teobromina, um “primo” químico da cafeína. Para saber mais sobre o quanto o chocolate é tóxico para os cachorros, veja também esses artigos:

Com base no que dissemos, que quanto mais escuro ele é, maior a toxidade, podemos concluir que o chocolate branco tem menos teobromina.

Entretanto, seja qual for o tipo de chocolate, o que vai determinar a reação mais tóxica é a quantidade, embora o conselho seja realmente manter o animal longe do alcance do alimento.

Por fim, o chocolate tem outro agravante: a quantidade de gordura, que pode desenvolver pancreatite.

Xilitol

O xilitol é um substituto comum do açúcar usado em gomas de mascar sem açúcar, balas de hortelã, algumas manteigas de amendoim e produtos de panificação. 

Também é encontrado em alguns produtos feitos para parar de fumar, como a goma de nicotina. 

Possui propriedades de combate à placa dentária e também é encontrado (em quantidades não tóxicas) no enxaguatório bucal de animais domésticos e no enxágue oral.

O consumo de xilitol pode causar uma queda fatal no açúcar no sangue, além de causar danos ao fígado dos cães. Gatos e pessoas não experimentam esse problema.

Então, anote aí que xilitol faz parte dos alimentos tóxicos para cachorros!

Cebola

Alimentos tóxicos para cachorros
Cebola, alho, alho-poró e cebolina são tóxicos para cães. Imagem: Pixabay

Cebola junto com seus “primos” (alho, alho-poró e cebolinha) não devem ser oferecidos aos cachorros.

É pouco provável que uma pequena quantidade de alho encontrada nas guloseimas para cães seja prejudicial a eles. 

No entanto, se gatos ou cães ingerirem uma panela saborosa de cebola refogada, alho ou alho-poró, pode ocorrer envenenamento. 

A ingestão de um grande número de comprimidos ou pó de alho também pode causar intoxicação. 

É verdade que alho já foi considerado um “remédio caseiro” para infestações por pulgas. No entanto, demonstrou ser ineficaz e não é recomendado por muitos especialistas.

Esses vegetais podem causar destruição dos glóbulos vermelhos e resultar em anemia.

A ingestão de cebola ou alho com mais de 0,5% do peso corporal do cão é potencialmente tóxica. Gatos e raças japonesas de cães ( Akita , Shiba Inu, etc) são ainda mais sensíveis.

Massa de pão de fermento

Massa não cozida caseira e comprada em loja que contém fermento (usado para pão e derivados) e, por isso, são alimentos tóxicos para cachorros. Massa contendo fermento não cozida pode resultar em vários problemas para a saúde deles.

Álcool

Bebidas alcoólicas à parte, o álcool pode ser encontrado em alguns lugares surpreendentes, como bolos embebidos em rum ou outras sobremesas não cozidas que contenham esta substância.

O álcool também é um subproduto importante da massa de levedura ingerida, ou seja, pão de fermento.

Mesmo pequenas quantidades de álcool, especialmente por cães e gatos pequenos, podem causar toxicidade com risco de vida.

Alimentos gordurosos, como manteiga, óleos, gorduras de carne e chocolate odem causar pancreatite quando ingeridos, principalmente por cães. 

Certas raças, como Schnauzers miniatura, têm maior probabilidade de desenvolver pancreatite do que outras raças.

Espigas de milho

Embora não sejam tóxicas, as espigas de milho são tentadoras e saborosas para os cães. Mas, elas são perigosas, pois podem não atravessar o trato gastrointestinal, causando uma obstrução potencialmente fatal.

E então, anotou os alimentos tóxicos para cachorros? Aproveite e anote também aqueles que são seguros para seus amiguinhos:

  • cenoura;
  • batata-doce;
  • banana;
  • maçã;
  • vagem;
  • abóbora;
  • entre outros;

Agora que você conhece os alimentos tóxicos para cachorros e alguns seguros para eles, compartilhe esta informação com seus amigos!

Compartilhe esta postagem:
0Shares

Sobre o autor | Website

Eu sou a mãe do Frederico, um PUG carinhoso e muito inteligente. Depois de ser mãe de primeira viagem de cachorro, apaixonei-me e agora dedico parte do meu tempo para fazer duas coisas que amo: escrever e falar sobre cachorros.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!