Skip to content

Guia do Border Collie: Características, Criação e Dicas

Border Collie

Considerado por muitos como o cão mais inteligente do mundo, o Border Collie nasceu para pastorear ovelhas nas montanhas que separam a Escócia da Inglaterra.

Seu olhar penetrante o tornou famoso. Com ele, ele controla e reúne seu rebanho. Sua energia é ilimitada e você precisa de exercícios físicos e de muita estimulação mental. Não se esqueça que é um cão capaz de raciocinar e resolver problemas por conta própria.

Possui grande resistência e capacidade de trabalho, o que o torna um cão pastor de primeira classe.

A história do Border Collie

O Border Collie é originário de Northumberland, na fronteira entre a Escócia e a Inglaterra, onde foi criado para ajudar na guarda e controle de ovelhas. 

Ele é descendente de um cachorro chamado Old Hemp, que morava em Northumberland. O velho Hemp era filho de dois cães pastores. Sua mãe, de cor preta, chamava-se Meg e seu pai era um cão pastor tricolor chamado Roy.

Seu proprietário, Adam Telfer, ficou impressionado com a inteligência e capacidade de pastoreio do Velho Hemp. Era um cão quieto, sociável e resistente, que instintivamente guiava as ovelhas, perseguindo-as em círculo. Em vez de latir, ele usou a posição do corpo para guiar as ovelhas.

Isso o tornou famoso e muitos pastores da região o usavam como garanhão, então seu estilo de pastoreio se tornou uma das principais características do Border Collie. Adam Telfer é creditado por ter desenvolvido uma forte linha de cães pastores que é considerada a origem da raça Border Collie.

O nome da raça Border Collie foi introduzido em 1915. A palavra “Border” refere-se à área de fronteira entre a Inglaterra e a Escócia. Quanto ao termo “Collie”, acredita-se que venha do gaélico, e significa útil, dada sua incrível capacidade de pastoreio.

A palavra “collie” também pode vir de “colley”, uma antiga palavra anglo-saxã que significa preto e é usada para se referir a uma raça de ovelhas das Terras Altas da Escócia.

Outro garanhão famoso foi Winston Cap, nascido em 1963, que se agachava enquanto pastoreava, tornando esta característica um dos padrões do Border Collie.

Um terceiro Border Collie importante no desenvolvimento da raça foi o Hindhope Jed, um Border Collie escocês que voou para a Nova Zelândia e foi usado para reprodução.

Sua excelência como cão pastor tem levado muitos criadores a desenvolver a raça com base em padrões de trabalho e não em estética.

O Border Collie foi reconhecido pelo American Kennel Club em 1995.

Principais características do Border Collie

  • É um cão de raça média, pesando entre 15 e 30 quilos e medindo entre 50 e 60 centímetros. Sua expectativa de vida varia de 10 a 17 anos.
  • O Border Collie é um excelente cão pastor, que gosta de trabalhar. Com seu olhar intenso e resposta quase intuitiva ao pastor, ele consegue direcionar o rebanho exatamente para onde deseja. Obedeça ao pastor apenas com a ajuda de sinais manuais e assobios.
  • É um cão cheio de energia e muito resistente, visto que foi desenvolvido para trabalhar ao longo do dia nas colinas e vales do país fronteiriço com a Escócia, viajando 80 quilómetros ou mais por dia.
  • O Border Collie é viciado em trabalho. Não é um cão que busca mimos e carinhos. Mas eles ficarão felizes se você lhes fornecer estímulo mental e trabalho a fazer. Sua resistência física e mental pode ser exaustiva para quem deseja uma vida tranquila.
  • A raça Border Collie foi desenvolvida para o pastoreio, por isso assume o controle dos rebanhos por instinto. Portanto, ele pastoreará ovelhas, gatos, crianças, carros ou bicicletas. Se você não o educar bem, isso pode ser irritante.
  • Como a maioria dos cães pastores, o Border Collie é um cão muito protetor que pode suspeitar de estranhos. Bem treinado, pode ser um ótimo cão de guarda.
  • Esta raça requer muito estímulo mental e muito exercício físico. Caminhadas, canicross, agilidade, são atividades excelentes para ele. Qualquer coisa para gastar sua energia. É um excelente companheiro de aventuras. Mas, se você não canalizar sua energia de maneira positiva, inventará seus próprios jogos e isso pode se tornar um problema.
  • Ele é um cão muito sensível que irá surpreendê-lo ao adivinhar o que você vai perguntar a ele antes de fazê-lo. Rapidamente captará sua maneira de agir. Ele responde até mesmo aos comandos mais sutis e é capaz de reter um grande número de comandos. Você não ficaria surpreso se de repente ele começasse a falar.
  • Você vai se divertir muito com um Border Collie se estiver procurando um cão enérgico, alegre e resistente.

É verdade que o Border Collie é o cão mais esperto do mundo?

A raça Border Collie é considerada uma das mais inteligentes que existem. É um cão que se destaca na criação de ovelhas e pode aprender um grande número de comandos, bem como seguir instruções simplesmente com gestos e assobios. Além disso, eles são conhecidos por entender mais palavras do que a maioria dos cães.

O Border Collie precisa de um proprietário experiente que saiba como oferecer bastante exercício físico e estimulação mental. 

Eles são tão inteligentes e observadores que captam até as menores variações em seu tom de voz, bem como as diferentes formas de dar um comando ou como você usa os gestos durante o treinamento.

Os proprietários de Border Collie concordam em assegurar que é um cão que raciocina e interpreta, obtém soluções variadas para os problemas e está sempre pronto para enfrentar novos desafios. É muito obediente, mas também um cão independente que sabe tomar as suas próprias decisões .

Por outro lado, é um cão que não esquece e pode usar sua inteligência para ensinar a si mesmo coisas que você nunca imaginaria que pudesse aprender. 

Além da vontade de trabalhar, sua alta capacidade de concentração pode torná-los cães quase obsessivos, capazes de encontrar rotas de fuga, abrir e fechar portas ou realizar muitas tarefas. Eles pensam muito rápido e não há nada que os impeça.

Devido à sua inteligência, são muito fáceis de treinar. Eles são extremamente obedientes, mas também independentes e teimosos. Se você não mantiver sua liderança, eles tentarão ultrapassá-lo.

Os pastores escoceses costumam dizer “sem ovelhas, sem Collie” (isto é, se você não tem ovelhas, não tenha um Collie). 

Bem, você não precisa ter ovelhas, mas se você não tem tempo para ficar com seu Border Collie ou não gosta de atividade física, este cachorro não é para você. Você será mais feliz com uma raça mais calma.

Qual é a personalidade do Border Collie?

O Border Collie é uma bomba energética com uma grande personalidade. É um cão muito trabalhador, inteligente e sempre alerta. Aprenda tudo em alta velocidade.

O Border Collie gosta de estar ocupado . Caso contrário, você ficará entediado. Você pode ensinar qualquer coisa a ele. 

É um cão que responde a qualquer tipo de sinal. Você pode guiá-lo com gestos manuais, assobios ou até mesmo com uma sobrancelha levantada. Você tem uma grande capacidade de concentração e nada o distrai do seu trabalho .

Sua característica mais famosa é o olhar hipnótico, que obriga a ovelha a se mover para onde ela quiser. Esse olhar é uma medida de sua concentração e ele o usará com você para conseguir o que deseja.

Sua grande inteligência e capacidade de pensar implicam que você deve ser um dono que sabe como treiná-lo e dirigi-lo. 

É um cão independente e na ausência de ovelhas ou trabalho, pode dedicar-se a pastorear o seu gato, os seus outros cães ou os seus filhos.

Este cão se destaca em qualquer atividade performática: pastoreio de ovelhas, agilidade, obediência, flyball, busca e salvamento, detecção de substâncias ilegais e outras atividades.

Se ele não for bem socializado desde tenra idade, ele pode ficar com medo. É importante expô-lo a diferentes estímulos, pessoas e lugares para que ele se torne um cão confiante e equilibrado.

O Border Collie tem tendência a adotar comportamentos compulsivos ou obsessivos. Você deve ter experiência com cães e treiná-los corretamente. 

Sendo tão inteligente, é importante que você saiba como manter a liderança e fornecer estímulo mental. Não permita que seu Border Collie se torne um cão obsessivo, porque isso será problemático.

Quais são os problemas de saúde de border collie mais comuns?

O Border Collie goza de excelente saúde, mas a raça está sujeita a certas doenças ou distúrbios, sendo os mais frequentes:

Displasia do quadril

É uma doença hereditária em que o osso da coxa não se adapta bem à articulação do quadril. 

O cão pode apresentar dor e mancar em uma ou nas duas patas traseiras, embora alguns não mostrem nenhum sinal de desconforto. Conforme o cão envelhece, ele pode desenvolver artrite.

Atrofia progressiva da retina

Doença ocular que envolve a deterioração gradual da retina. Começa com a cegueira noturna e depois o cão perde a visão durante o dia.

Epilepsia

Condição neurológica que em alguns casos é hereditária. Consiste em uma série de convulsões leves ou graves ou até mesmo em queda de membros rígidos e perda de consciência. 

Se o seu cão sofre convulsões, consulte o seu veterinário, porque embora a epilepsia tenha um bom prognóstico a longo prazo, as convulsões podem ser devido a outras causas que requerem tratamento.

Anormalidade do olho Collie

É uma condição hereditária que causa alterações e anormalidades oculares, que podem levar à cegueira. Essas alterações podem incluir:

  • hipoplasia coróide (desenvolvimento anormal da coróide);
  • coloboma (defeito na íris, como uma fissura ou fenda);
  • estafiloma (afinamento da esclera); e 
  • descolamento da retina. 

A anomalia do olho Collie geralmente aparece quando o cão tem dois anos e não recebe tratamento.

Osteocondrose dissecante (OCD)

Crescimento inadequado da cartilagem nas articulações, geralmente nos cotovelos, embora também possa aparecer nos ombros. 

Causa endurecimento doloroso da articulação. O cão pode não conseguir dobrar o cotovelo. Aparece entre os 4 e 9 meses de idade.

Cuidado com os Border Collies de olhos azuis ou brancos

Você também deve estar ciente de que Border Collies que são principalmente brancos são mais propensos à surdez. 

Da mesma forma, Border Collies de olhos azuis mostram uma predisposição à cegueira. O cão melro branco (com manchas diluídas) pode ser cego e surdo. Às vezes, eles nascem sem olhos e têm outros problemas de saúde.

Cuidando do Border Collie

O Border Collie se adapta a qualquer ambiente. No entanto, o seu local ideal é uma casa que tenha um logradouro ou quinta para gerir. Dada sua propensão a rebanhos, você deve ter cuidado com seu instinto de perseguir carros, animais e pessoas.

Independentemente de seu ambiente, o Border Collie requer muito estímulo mental e físico todos os dias, então você deve estar disposto a passar mais tempo com ele.

Forneça a ele uma dieta rica em proteínas de alta qualidade, apropriada para sua raça, peso e atividade física.

A raça Border Collie pode aparecer com dois tipos de cabelo: áspero e liso. Ambos têm duas camadas. A camada externa é mais espessa e a camada interna é mais macia.

A variedade de pêlo áspero tem comprimento médio e penas nas pernas, peito e ventre. A variedade lisa é curta em todo o corpo, com textura mais espessa que a áspera, e a plumagem é mínima. 

O Border Collie mais típico é o preto com um brilho branco no rosto, pescoço, pés, pernas e ponta da cauda. Mas pode ser de qualquer cor, bicolor, tricolor, Merle ou sólido.

Você não precisa de banhos frequentes para seu Collie. A sua camada dupla resistente às intempéries necessita de uma escovagem semanal para se manter em excelentes condições e evitar o emaranhamento. 

Durante a queda, é aconselhável escovar com mais frequência para remover os pelos mortos e minimizar a queda.

É aconselhável escovar os dentes pelo menos duas a três vezes por semanapara remover o acúmulo de tártaro e bactérias.

Se não desgastar suas unhas naturalmente, você precisará apará-las. Verifique suas orelhas para ver se há sujeira, vermelhidão ou um odor ruim que indica uma possível infecção.

Como o Border Collie se relaciona com crianças e outros animais?

O Border Collie é um excelente cão de família , desde que bem treinado. Ele se dá muito bem com crianças, embora seu instinto de pastor possa levá-lo a mordiscar seus tornozelos ou patas, persegui-los e latir.

É importante que você ensine seus filhos a interagir com cães e supervisione suas interações para evitar acidentes. 

Aprender a comunicar-se com eles e a interpretar seus sinais é fundamental para se conseguir um bom vínculo entre eles que leve ao desenvolvimento de um relacionamento seguro baseado no respeito mútuo.

Por ser um cão pastor, ele tende a se dar bem com outros animais, até mesmo gatos. Mas tenha em mente que ele tentará pastorear seu gato e isso é algo que nem todos os gatos podem aceitar. 

Alguns gostam e até aprendem a se mover para começar a brincar com o Border Collie, enquanto outros não aguentam. 

Alguns Border Collies têm um forte impulso de caça, por isso é aconselhável não deixar seu gato sozinho com o cão quando você precisar se ausentar.

Onde consigo um Border Collie?

Um bom criador é a chave para encontrar o filhote certo. Escolha um criador responsável e profissional, que saiba responder às suas perguntas e orientá-lo na escolha do cachorro que melhor se adapta à sua situação. 

Além disso, um bom criador se preocupa em manter o padrão da raça e criar filhotes saudáveis ​​e em boas condições. Também pode ajudá-lo a treinar e cuidar de seu cão.

A adoção também é uma excelente alternativa. Ainda assim, peça orientação e consulte seu veterinário e outros profissionais para ficar bem informado sobre as características da raça. 

Certifique-se de que é uma raça adequada ao seu estilo de vida. Se necessário, vá procurá-lo na companhia de alguém que conheça bem a raça e saiba orientar você.

Conclusões

  • O Border Collie é um cão muito inteligente e enérgico.
  • Ele é um cão resistente e workaholic.
  • É preciso um proprietário experiente que saiba como estimulá-lo física e mentalmente.
  • O Border Collie é capaz de aprender um grande número de comandos.
  • Se você é uma pessoa ativa, vai se divertir muito com um Border Collie.
  • O Border Collie é capaz de raciocinar e interpretar coisas.
  • Ele é muito obediente, mas também pode tomar decisões por conta própria.
  • Tem um personagem que tende a ser obsessivo.
  • É um cão com uma grande personalidade, que se dá bem com as crianças, embora os pudesse pastorear.
  • Ele se dá bem com outros animais, embora tenda a pastoreá-los.

E então, o que achou dessa raça incrível? Se tiver alguma dúvida, deixe seu comentário abaixo!