Conheça as principais vacinas para cães

0
(0)

Para que seu filhote cresça com saúde e fique imunizado contra as inúmeras doenças existentes, as vacinas são fundamentais. Hoje vamos falar sobre as vacinas para cães nos primeiros meses de vida, afinal, prevenir é sempre melhor que remediar, não é mesmo?

A vacina é a inoculação do agente infeccioso — vírus ou bactérias — em sua potência total. Aplicada no corpo do animal ou do humano, ela estimula a fabricação de anticorpos contra determinado agente. 

No entanto, é importante ressaltar que o seu dog só deve ser vacinado se estiver gozando de perfeita saúde. Por isso, antes de aplicar as doses, consulte a opinião de um veterinário. 

Agora que você já sabe o que é vacina, vamos conhecer aquelas que não podem faltar nos primeiros meses de vida do seu animal. Confira!

Vacinas múltiplas

Antes de tudo, qualquer esquema de vacinação para cães deve conter a aplicação da vacina múltipla — também conhecida como V8 ou V10 — e a anti-rábica. A partir dos 42 dias de vida, seu filhote já pode receber a primeira dose da múltipla, com intervalos de 21 a 30 dias entre elas. 

Ao todo, são três doses que vão proteger seu cão contra doenças como cinomose, adenovirose, hepatite infecciosa canina, coronavirose, parainfluenza canina, parvovirose e leptospirose canina. 

Você também pode vacinar seu animal adulto que nunca recebeu as vacinas. Mas, não deixe de consultar a orientação do veterinário. 

Vacina anti-rábica

A anti-rábica também é muito importante para a saúde do seu pet. Ela deve ser aplicada após as três doses da V8 ou V10. Ela imuniza o animal contra a Raiva, que é uma zoonose — doença que pode ser transmitida para os humanos por meio dos animais — perigosa, que afeta o sistema neurológico e não tem tratamento. 

Vacinas para cães
Vacina para cães. Pixabay

Fique atento ao vermífugo

Apesar do assunto ser “vacinas”, não menospreze a importância do vermífugo. Este medicamento previne doenças causadas por vermes, que podem causar muitos danos à saúde do animal. 

Ele deve ser administrado de preferência entre os 15 e 30 primeiros dias de vida. Depois disso, basta aplicar de 15 em 15 dias nos seis primeiros meses. Três doses são suficientes e, com o tempo, basta administrar de seis em seis meses. 

Outras vacinas para cães importantes

Além das vacinas citadas, o cão pode ser imunizado contra a Traqueobronquite — doença conhecida como tosse dos canis —, Leishmaniose (Calazar) e Giárdia. No entanto, a vacina contra Leishmaniose é necessária apenas em regiões de risco, sendo aplicada apenas depois de constatar, por meio de exames, que o cão não está infectado. 

Dicas de vacinação para cães 

  • A maior recomendação é vacinar seu cão em casa. Além de se sentirem seguros em seus territórios, evita o risco de adquirir doenças, pulgas e carrapatos em outros locais.
  • Cães bravos devem usar focinheira.
  • Já os dóceis, deve estar de coleiras e com pessoas capazes de contê-los no momento da aplicação.
  • Em hipótese alguma crianças devem levar os cachorros para vacina.
  • Não devem ser vacinados: cães com diarreia, febre, secreção ocular ou nasal, falta de apetite ou com alguma doença.

Gostou de saber sobre as principais vacinas para cães filhotes? Então, compartilhe este post nas redes sociais e leve esta informações para mais pessoas!

O que você achou do artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Compartilhe esta postagem:
0Shares

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.