Quais os efeitos colaterais do Bravecto?

Quando se fala em proteção contra pulga e carrapatos dos nossos cães, o Bravecto é um dos medicamentos mais cogitados.

Sabemos que trata-se de um remédio fabricado pelo Laboratório MSD e oferece até 12 semanas de proteção para o animal.

Mas afinal, quais os efeitos colaterais do Bravecto? É seguro usar o Bravecto em nossos dogs?

Essa é uma pergunta muito comum entre os donos, uma vez que há relatos de animais que tiveram complicações sérias após usar o produto.

Como funciona o Bravecto?

O Bravecto funciona por meio de um princípio ativo chamado fluralaner. Seu objetivo é o controle de pulgas e carrapatos no animal (cães e gatos).

Ao entrar em contato com o sangue do animal, o parasita tem contato com o princípio ativo (que é uma molécula) e morre.

Isso acontece porque ele age diretamente no sistema nervoso dos parasitas. Basicamente, é assim que o Bravecto age.

O mais interessante é que essa ação é rápida e eficiente, pois os parasitas são muito sensíveis ao princípio ativo do medicamento.

Ele age contra diversos tipos de pulgas e carrapatos. Os principais são:

  • Pulgas: Ctenocephalides felis e Ctenocephalides canis; e
  • Carrapatos: Ixodes scapularis, Ixodes holocyclus, Rhipicephalus sanguineus, Ixodes ricinus, Ixodes hexagonus, Dermacentor reticulatus e Dermacentor variabilis.

O tempo de duração do efeito do Bravecto é de até 12 semanas.

efeitos colaterais do Bravecto infográfico
Infográfico ação do Bravecto. Imagem: Bravecto.

Sobre a eficácia do fluralaner, indicamos a leitura desta pesquisa, que mostra um estudo de laboratório que compara a eficácia de BravectoTM (fluralaner), formulado como comprimido mastigável, com a eficácia de Advocate® (imidacloprida/moxidectina), formulado para administração tópica, contra demodicose canina generalizada adquirida naturalmente.

Apesar de ser uma comparação, tem informações importantes para quem está pesquisando sobre os efeitos do Bravecto.

Além do mais, mostra que é seguro usar Bravecto se o cão não faz parte dos grupos classificados como contraindicados.

Quais os efeitos colaterais do Bravecto?

De acordo com o fabricante, o Bravecto não possui efeitos colaterais.

Inclusive, ele garante que estudos e pesquisas comprovam a segurança do produto em cães e gatos.

Talvez seja por isso que a maioria dos Médicos Veterinários indicam o uso, com raras exceções.

Entretanto, alguns relatos de donos são preocupantes, pois eles indicam reações que, em alguns casos, comprometeram a saúde dos animais.

O que acontece é que, em casos raros (em média 1,6%), pode ocorrer os seguintes efeitos adversos:

  • Diarreia;
  • Excesso de salivação;
  • Perda de apetite;
  • Vômito.

Entretanto, essas reações tendem a ser leves e transitórias.

Você pode ter acesso a pesquisas feitas pela Parasites e Vectores que atestam a segurança do princípio ativo em diversas situações, além da sua ação e eficácia.

E as contraindicações?

Conforme informação na Bula do Bravecto, o produto é contraindicado nos seguintes casos:

  • Animais com hipersensibilidade ao fluralaner;
  • Cachorros com menos de 8 semanas e peso inferior a 2kg;
  • O produto não pode ser administrado com intervalo com menos de 8 semanas.

É seguro usar Bravecto?

Diante das informações apresentadas neste texto e das pesquisas disponibilizadas, podemos dizer que, em geral, o Bravecto é seguro.

No entanto, não dispensa a conversa com o Médico Veterinário. Isso se faz necessário porque cada animal tem suas particulares e cabe ao profissional avaliar.

Além do mais, é seguro administrar o Bravecto, desde que o cão não faça parte das contraindicações mencionadas.

Se quiser outras opções além do Bravecto, temos alguns artigos que podem ajudar:

E então, ficou alguma dúvidas sobre os efeitos colaterais do Bravecto? Compartilhe com a gente nos comentários!

Compartilhe esta postagem:
0Shares

2 comentários em “Quais os efeitos colaterais do Bravecto?”

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.